Salmão é remoso?

Salmão é remoso?

Saber se o salmão é remoso é uma preocupação relevante para quem é apreciador de frutos do mar no geral e desse tipo de peixe especificamente. Muito consumido em todo o mundo, o pescado é comprovadamente muito nutritivo e saudável, mas será que ele influencia negativamente no processo de cicatrização do organismo e pode gerar inflamações?

Esse tipo de dúvida surge principalmente porque é comum alguns frutos do mar serem de fato remosos, mas o que define se um alimento faz ou não parte desse grupo é sua composição e não sua origem. Continue com a leitura e saiba de vez se o salmão é remoso ou não, e veja quais os seus principais benefícios.

Afinal, salmão é remoso?

A afirmação de que o salmão é remoso não é verdadeira. Apesar de ser um pescado, esse peixe não tem propriedades inflamatórias ou que atrapalhem os processos de cicatrização do corpo. É, na verdade, exatamente o contrário, e o salmão contribui significativamente para o aceleramento dessas ações orgânicas.

Afinal, salmão é remoso?
Prato com Salmão. Fonte/Reprodução: original.

Por ser uma excelente fonte de ômega-3, não é verdade que o salmão é remoso (ou reimoso), uma vez que esse nutriente tem grande potencial anti-inflamatório para o organismo humano. O peixe está presente, inclusive, no grupo dos alimentos mais indicados para combater inflamações. Outros itens desta lista são: amendoim, linhaça, chia, abacate, sardinha, atum, azeite, castanhas, entre outros.

Benefícios do consumo do salmão

Além de ser muito interessante para o processo de cicatrização, o salmão ainda apresenta vários outros benefícios que estão associados aos nutrientes presentes no peixe. Entre suas vantagens, pode-se destacar:

  • Protege a saúde do cérebro e coração;
  • É uma excelente fonte de proteínas;
  • Possui grandes quantidades de ácidos graxos (ômega-3);
  • Contribui para o emagrecimento (se consumido da forma correta);
  • Tem vitaminas do complexo B e também Selênio, Vitamina D e Potássio.

Como visto, inserir o salmão na alimentação diária é uma excelente ideia para melhorar a ingestão de bons nutrientes e para proteger a saúde. Mas, lembre-se, é interessante que o peixe esteja presente em uma dieta equilibrada para que seus benefícios sejam melhor aproveitados.

É indicado o consumo do salmão após cirurgia?

O salmão está entre os alimentos recomendados pelos médicos para serem consumidos em cenários de recuperação pós-operatória. Isso acontece pelo motivo citado anteriormente, ou seja, pela sua quantidade considerável de ômega-3 e consequente potencial de cicatrização que o pescado possui. Outros peixes, como a sardinha e o atum, também estão nesse grupo de alimentos.

Como preparar o salmão para consumo?

Por ser muito utilizado na sua forma crua, o salmão requer alguns cuidados especiais para ser consumido, que vão desde o armazenamento do produto até a sua degustação propriamente. É importante, por exemplo, guardá-lo sempre em ambiente refrigerado e atentar para a data de validade (se for do tipo enlatado).

Como preparar o salmão para consumo?
Preparando o salmão. Fonte/Reprodução: original.

Além dessas coisas, manuseá-lo e prepará-lo com mãos e materiais sempre higienizados também é algo indispensável. No caso dos pratos onde o peixe precisa ser cozido, é interessante prestar atenção para ele não passar pouco tempo no fogo, pois isso também garante a segurança do preparo.

Existe contraindicação no consumo do salmão?

Mesmo sendo um alimento com muitos benefícios, o consumo do salmão pode não ser indicado para todas as pessoas. Quem tem alergia a esse pescado, por exemplo, deve sempre evitá-lo. Esse cenário é até bastante comum, uma vez que a alergia a peixes é uma das mais encontradas em pessoas adultas. Portanto, prestar atenção a isso é muito importante.

Com todas essas informações sobre se o salmão é remoso ou não, e sobre os seus benefícios também, fica mais fácil usá-lo no dia a dia sem medo. Atente-se sempre, no entanto, para ter uma dieta equilibrada e evitar o exagero, inclusive do peixe.


Comments

Uma resposta para “Salmão é remoso?”

  1. […] ketchup era um molho feito a base de frutos do mar e vinagre. Após passar pela Malásia foram adicionados os cogumelos e depois de chegar na […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *