Prende o Intestino
Site para aqueles que possuem problemas de prisão de ventre e diarréia

Nutrientes da pinha: prende ou não o intestino

Pinha ou Fruta-do-conde Fonte/Reprodução: original
1

A pinha é uma fruta popular em diferentes regiões do Brasil e é bastante nutritiva. Também conhecida como fruta-do-conde, ela é caracterizada pelo seu formato único e também por seu sabor bem adocicado. Apesar de não estar tão presente no dia a dia alimentar de muitas pessoas, a pinha apresenta recursos nutricionais muito interessantes e que podem melhorar muito a vida delas.

Muitos questionamentos sobre essa fruta saborosa podem surgir, como “de que maneira ela pode ser consumida?” ou “será que ela prende o intestino?”. Isso é comum, já que ela não é conhecida por muita gente. Mas este texto responde a essas e outras perguntas relacionadas a esse alimento natural. Continue a leitura e tire suas dúvidas.

O que é a pinha e qual a sua origem?

A pinha é uma fruta (de nome científico Annona squamosa L.) encontrada em diferentes regiões do Brasil. Seu sabor é marcado por ser bem doce e seu aporte nutricional é bem interessante e contempla macronutrientes, como proteínas e carboidratos, e micronutrientes, como vitaminas e minerais.

o que e a pinha e qual a sua origem 2
O que e a pinha e qual a sua origem, Fonte/Reprodução: original

A pinha tem origem na América Central, na região das Antilhas, e é uma fruta consumida há séculos. No Brasil, ela chegou no século XVII, precisamente em 1626. Ela foi trazida pelo Conde de Miranda (daí o nome fruta-do-conde) especificamente para a Bahia. Apenas no século XX, no entanto, esse alimento passou a ser cultivado em terras brasileiras em maior quantidade e com objetivos comerciais.

Quais os benéficos da pinha?

Como dito acima, a pinha tem muitos nutrientes de diferentes tipos. Isso faz com que ela tenha muitos benefícios associados ao seu consumo regular que vão além do seu sabor marcante. Algumas das vantagens de se ingeri-la são:

Related Posts
1 De 46
  • Melhora a pele e o cabelo;
  • Combate a anemia;
  • Melhora o sistema imunológico;
  • Fortalecimento dos músculos;
  • Ajuda a emagrecer;
  • Contribui para o bom funcionamento digestivo;
  • Controla a glicemia e a pressão alta;
  • Dá mais qualidade para os ossos;
  • Combate o câncer.

Como visto, são muitas as vantagens para a saúde de se manter a pinha inserida na rotina alimentar. Mas atenção, o exagero do seu consumo também não é indicado, principalmente pelo alto valor calórico que o alimento apresenta. A chave é comer com moderação.

Quais os nutrientes encontrados na pinha?

Como dito nos tópicos acima, a pinha é bem completa do ponto de vista nutricional. Sua composição possui bastante energia, além de proteínas, fibras, vitaminas e minerais em boas quantidades, o que faz desta fruta, um excelente alimento. Confira na tabela abaixo a composição nutricional equivalente a 100 gramas da fruta crua.

É importante enfatizar que a pinha em si é um alimento muito bom, mas, para aproveitar melhor os seus benefícios, o ideal é que o seu consumo esteja inserido em uma realidade alimentar equilibrada. Em outras palavras, é importante ter uma boa alimentação de uma maneira geral para, assim, aproveitar melhor esse fruto.

A pinha prende o intestino?

Não, a pinha não prende o intestino. Pelo contrário, ela contribui significativamente para o bom funcionamento do processo digestivo. Isso acontece principalmente pela boa quantidade de fibras que existe em sua composição. Esse nutriente melhora o trânsito intestinal, aumenta o volume de fezes e facilita a sua eliminação. A pinha é ótima, portanto, para prevenir prisão de ventre.

Como a pinha é consumida?

Existem várias maneiras de se consumir a pinha. Ela pode ser comida fresca, na sua forma mais natural, e também pode ser ingerida assada ou cozida. Algumas pessoas também a utilizam para preparar sorvetes, sucos, vitaminas e até chás. Isso mostra que, além de grande potencial nutricional, a pinha ainda é bastante versátil e possibilita vários preparos.

Mostrar comentários (1)