Como evitar a prisão de ventre em idosos?

Como evitar a prisão de ventre em idosos?

Evitar a prisão de ventre em idosos não é uma tarefa muito difícil e é uma questão importante, já que, nessa fase da vida, é muito comum as pessoas serem acometidas por esse problema. Ele acontece porque o organismo, à medida que envelhece, tem mais dificuldade de realizar as funções mais básicas, inclusive as intestinais. Nesse cenário, é preciso ter mais cuidado com a saúde das pessoas com idade avançada.

A boa notícia é que, no geral, evitar a prisão de ventre em idosos é algo bem simples. As orientações para que isso seja feito são as mesmas que valem para as pessoas mais jovens, e tem tudo a ver com mudanças comportamentais no que se refere à alimentação e à atividade física.

Se esse assunto te interessa, acompanhe a leitura dos próximos parágrafos para aprender de vez a evitar a prisão de ventre em idosos. Boa leitura!

O que é a prisão de ventre?

Antes de aprendermos a evitar a prisão de ventre em idosos, vamos primeiro conhecer melhor esse problema. A prisão de ventre, então, é uma condição de saúde em que o indivíduo apresenta dificuldade para evacuar.

Isso acontece de várias formas, mas no geral é caracterizado pela ausência de vontade de ir ao banheiro, pelo grande esforço necessário para evacuar ou mesmo pela quantidade baixa de fezes produzidas.

O que é a prisão de ventre?
Prisão de ventre. Fonte/Reprodução: original.

Também conhecido como constipação intestinal, esse distúrbio acomete principalmente mulheres, crianças e idosos e não possui uma forma simples de identificar, já que não existe uma quantidade específica de vezes que devemos ir ao banheiro.

Mas, no geral, evacuar até duas vezes por semana é um sinal de alerta para o problema. Isso é, inclusive, uma das primeiras formas de evitar a prisão de ventre em idosos: prestar atenção na regularidade com que a pessoa vai ao banheiro. Quanto mais rápido o problema é detectado, melhor é para tratá-lo.

Quais os sintomas e as causas da prisão de ventre em idosos?

Para ajudar na identificação do problema, uma postura interessante é prestar atenção aos principais sintomas causados pela constipação. Possuir alguma das coisas listadas abaixo não significa que existe de fato a disfunção no intestino, mas é importante investigar. Os sintomas mais comuns são:

  • Grande esforço para evacuar;
  • Sensação de evacuação incompleta;
  • Fezes duras e em formato de caroços;
  • Inchaço;
  • Dores na barriga;
  • Falta de apetite e sensação de saciedade.

A presença de dois ou mais dos itens citados acima, com a diminuição de idas ao banheiro, pode indicar a presença de constipação intestinal. Nesse cenário, o melhor a fazer é ir ao médico.

Quais os sintomas e as causas da prisão de ventre em idosos?
Principais sintomas. Fonte/Reprodução: original.

Já em relação às causas dessa condição, as mais comuns estão relacionadas à alimentação ruim, falta de atividade física e pouca ingestão de água. Coisas como uso de medicamentos e presença de outras doenças também podem influenciar. Nestes últimos casos, é fundamental procurar o médico de confiança do idoso, para que ele ajude a mudar a medicação e a tratar os problemas.

Quais alimentos contribuem para a prisão de ventre em idosos?

Boa parte de evitar a prisão de ventre em idosos tem a ver com a alimentação. Muito do que é ingerido influência no trânsito intestinal, o que faz ser necessária uma atenção especial com a dieta.

Comidas que possuem carboidratos refinados, como açúcar, doces, arroz branco, massas, farinha de trigo, bolos, entre outras coisas, devem ser evitadas ao máximo. O mesmo vale para os alimentos que são muito gordurosos e para as frituras em geral, pois tudo isso contribui para o surgimento da constipação.

Quais ajudam a evitar?

Também existe um grupo alimentar capaz de evitar a prisão de ventre em idosos e em pessoas de outras faixas etárias. Ele é formado por itens ricos em fibras, já que esse nutriente é um excelente regulador do funcionamento intestinal. Veja a lista abaixo:

  • Aveia;
  • Chia;
  • Linhaça;
  • Mamão;
  • Laranja;
  • Espinafre;
  • Semente de abóbora.

Tudo isso ajuda a evitar a prisão de ventre em idosos desde que sejam consumidos com regularidade, mas ainda existem muitos outros alimentos bons para isso. Na dúvida, procure ajuda com algum profissional da nutrição para, assim, montar uma dieta com a quantidade de fibras adequada.

Como evitar a prisão de ventre em idosos?

Como já exposto nos parágrafos anteriores, a alimentação equilibrada tem muita importância e ajuda a evitar a prisão de ventre em idosos e em pessoas mais jovens. Mas não é só isso que influencia e outras coisas podem ser destacadas nesse contexto.

Beber muita água, por exemplo, é um hábito fundamental para várias coisas, inclusive a ajuda a evitar a prisão de ventre em idosos, já que ela mantém o corpo hidratado e evita que as fezes fiquem ressecadas e duras.

A prática regular de exercícios também é importante, pois ela estimula o bom funcionamento intestinal (além de ser boa também para o organismo de uma forma geral). Realizar caminhadas leves, de 30 minutos por dia, já ajudam bastante.

Com todas as informações apresentadas ao longo do texto já é possível evitar a prisão de ventre em idosos mas, não esqueça, pode ser necessário ajuda médica também. Em caso de constipação recorrente, não deixe de consultar um bom profissional da saúde.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *