Veja qual é a melhor alimentação para quem tem pressão alta

Veja qual é a melhor alimentação para quem tem pressão alta

A pressão alta afeta milhões de pessoas no mundo, já que o consumo de alimentos processados e gordurosos tem se tornado cada vez mais comum. Esses alimentos, além de baixa quantidade de nutrientes, costumam ter teor elevado de sódio e gorduras saturadas, causadores de elevação do volume líquido nos vasos (que aumentam a pressão), bem como do colesterol ruim.

Entender como funciona a hipertensão, bem como os fatores que a causam e o que pode ser feito para evitá-la, é fundamental para adotar medidas mais saudáveis. Então, continue lendo para saber mais sobre a doença, como identificá-la e quais alimentos uma pessoa que a possui deve consumir!

O que é a pressão alta?

A pressão alta, também conhecida como hipertensão, se trata de uma condição na qual a pressão arterial está elevada de forma persistente. Essa condição indica que o coração está bombeando o sangue com uma força maior que a ideal, o que resulta na sobrecarga dos vasos sanguíneos.

O que é a pressão alta
Fonte/Reprodução: original

Muitas pessoas não sabem, mas a hipertensão é considerado um problema de saúde grave. Ela pode levar a complicações que vão desde danos nos rins até acidente vascular cerebral (AVC).

Quais as causas da pressão alta?

O desenvolvimento da pressão alta está relacionado a diversas causas. Fatores como hereditariedade, sedentarismo, obesidade, consumo excessivo de álcool e tabagismo são vistos como os principais causadores do problema. Além disso, o avanço da idade e o estresse crônico também podem contribuir para o seu surgimento, assim como diabetes e doenças renais.

Quais são os sintomas da pressão alta?

A pressão alta é conhecida como uma “doença silenciosa”. Isso significa que muitas vezes ela não apresenta sintomas evidentes, e a pessoa só descobre ao realizar medições regulares e exames de rotina. Porém, em casos mais avançados, é possível observar os seguintes sintomas:

  • Dor de cabeça persistente;
  • Tontura;
  • Falta de ar;
  • Visão embaçada;
  • Sangramento nasal.

Como esses sintomas se tornam evidentes apenas em casos mais graves, ao notá-los é importante buscar orientação médica.

Como identificar a pressão alta?

‌A única maneira de identificar com exatidão a pressão alta é realizar medições regulares da pressão arterial. Quando há suspeita da condição, geralmente o paciente faz várias medições ao longo do dia por um determinado período de tempo, a fim de encaminhar os valores obtidos ao médico.
Se os valores estiverem constantemente elevados, é necessário iniciar um plano de tratamento personalizado.

Quais alimentos quem tem pressão alta deve evitar?

Quem sofre com pressão alta precisa evitar alimentos ricos em sódio, como salgadinhos, enlatados, embutidos, e alimentos processados. O excesso de sal na alimentação pode elevar a pressão arterial, uma vez que aumentam a retenção de líquidos, sobrecarregando os vasos sanguíneos.

Quais alimentos quem tem pressão alta deve evitar
Fonte/Reprodução: original

Mas não é somente o sal que deve ser evitado: gorduras trans e saturadas contribuem para o acúmulo de placas nas artérias, e estão presentes em frituras, carnes gordurosas e produtos industrializados.

Qual a melhor alimentação para quem tem pressão alta?

Uma alimentação saudável quando se trata de alguém que sofre de pressão alta, deve incluir alimentos ricos em potássio, pois esse mineral ajuda a equilibrar os níveis de sódio no organismo. O potássio pode ser encontrado na banana, abacate, laranja e batata.

Peixes ricos em ômega-3, como o salmão e a sardinha, também possuem benefícios no controle da hipertensão, porque eles auxiliam na redução de inflamação, promovendo a saúde cardiovascular.
Por fim, manter-se hidratado é sempre importante, então não esqueça de consumir água na quantidade adequada, para garantir o bom funcionamento do organismo.

A pressão alta é uma condição séria, que precisa ser tratada para não causar consequências graves. Adotar uma nutrição equilibrada, evitando alimentos ricos em sódio e gorduras (trans e saturadas), além de priorizar alimentos ricos em potássio e ômega-3, são algumas mudanças simples que podem melhorar a qualidade de vida de quem sofre com o problema.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *