Arginina: o que é e como ela é usada?

Arginina: o que é e como ela é usada?

Muito utilizada por atletas na busca de uma boa performance, a arginina auxilia no metabolismo de energia muscular e oferece diversos benefícios para o corpo. 

Mesmo assim, existe a forma correta de usá-la com moderação, veja só.

O que é a arginina?

A arginina naturalmente está presente no nosso organismo e é um aminoácido importante para diversas funções. 

O que é a arginina?
Fonte/Reprodução: original.

Mas, mesmo que nosso corpo naturalmente o produza, também é possível consumi-lo por alimentos e suplementos, uma vez que a falta dele no corpo pode resultar na diminuição de insulina, aumentar a debilidade e a sensação de fadiga. Por isso é importante optar por alimentos ricos no aminoácido e adaptá-los à sua dieta.

Para que serve a arginina e como ela funciona?

Como mencionamos, a arginina possui diversas funções no organismo, entre elas estão: relaxamento dos vasos sanguíneos, manutenção da imunidade, recuperação de tecidos danificados, estimular ganhos de massa e aumentar a disposição. 

Quando em nosso organismo, a arginina facilita o bom funcionamento dos músculos, aumentando a resistência durante grandes esforços, por isso é tão utilizada por atletas.

Quais são os efeitos da arginina?

Veja abaixo alguns dos efeitos da arginina:

  • Reduz a ansiedade e estresse;
  • Combate a fadiga;
  • Estimula a produção de células protetoras (linfócitos);
  • Fornece energia;
  • Combate doenças arteriais;

Não há contraindicações para o uso da arginina, mas sabemos que nada em excesso é bom, neste caso, sua alta dosagem pode gerar náuseas, diarreia, dor abdominal e vômitos.  Mesmo assim, diabéticos, mulheres grávidas ou amamentando e com problemas cardíacos devem evitar o seu consumo pois podem ter efeitos colaterais.

Quem pode tomar arginina e como tomar?

A suplementação direta da arginina está relacionada a atletas e praticantes de exercícios físicos, sendo indicado seu consumo de 2 a 3 vezes ao dia, principalmente antes dos treinos em doses de 3 a 6 gramas, dependendo da quantidade de atividades ao longo do dia e também de questões de saúde. 

Quem pode tomar arginina e como tomar?
Fonte/Reprodução: original.

O consumo da arginina também pode ser à noite antes de dormir porque estimula o hormônio de crescimento. O que pode gerar efeitos como a melhoria pernas cansadas e pesadas, que geralmente pessoas que ficam em pé ou sentadas por muito tempo durante o dia possuem, além de agir como regenerador muscular. 

Visando o anabolismo, tomar a arginina antes de dormir faz muito bem, mas caso tenha o desejo de tomá-la em suplementos, o indicado é procurar um médico primeiro. Mas se prefere também consumir a arginina por alimentos, ela pode ser obtida por:

  • Iogurtes;
  • Queijos; 
  • Cacau;
  • Nozes;
  • Aveia;
  • Coco;
  • Lentilhas;
  • Milho;
  • Semente do tomate;
  • Laranja; 
  • Café;
  • Gelatina; 
  • Pães integrais;
  • Avelãs;
  • Feijão;
  • Uvas passas;
  • Castanhas-do-pará.

Viu só? Você pode incluir a  arginina na sua alimentação cotidiana por simples alimentos, realizando diversas combinações.

Quais as vantagens da arginina?

A arginina é tão importante que é considerada um aminoácido semi essencial para o nosso organismo. Confira abaixo algumas das vantagens da arginina em nosso organismo:

  • Fortalece os cabelos: por ser parte da queratina capilar, a vitamina que compõe o fio do cabelo, ela é responsável por restaurar a resistência dos fios e previne a queda,
  • É um agente anti-idade: na pele, a arginina age como uma auxiliadora do envelhecimento por manter a firmeza do tecido.
  • Ajuda na prevenção e tratamento da disfunção erétil: isso porque ela age estimulando a melhoria da função hormonal e o aumento do fluxo sanguíneo nos músculos.
  • Boa para o coração: sendo considerada a chave para o bom funcionamento cardiovascular, 

Tudo nos leva a concluir que se a arginina traz tantos benefícios, a falta dela também deve trazer resultados ruins, seja por alimentos ou suplementos, é importante repor em nosso organismo este aminoácido tão importante, lembrando que seu uso deve ser acompanhado por um médico.

Gostou do nosso conteúdo? Continue nos acompanhando pois por aqui tem muito mais!


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *