Pimenta é afrodisíaco? Descubra agora!

Pimenta é afrodisíaco? Descubra agora!

A pimenta é um dos temperos mais comuns utilizados na culinária, no entanto, muitas pessoas ainda têm dúvida sobre se pimenta é afrodisíaco mesmo ou se isso é apenas um mito popular que se disseminou demais.

Vamos tirar isso a limpo de vez, descobrir se a pimenta é afrodisíaco, quais os benefícios ao consumir a pimenta, e quais são as vantagens de consumir alimentos considerados afrodisíacos.

Principais características da pimenta

A pimenta é o fruto do pé de pimenta e existem centenas, talvez milhares de tipos de pimenta ao redor do globo. Costumam ser de tamanho pequeno e podem vir em diversas cores, como verde, amarelo, laranja e vermelho. No Brasil, os tipos mais populares são a pimenta biquinho, a pimenta dedo-de-moça e a pimenta malagueta. 

Pimenta é afrodisíaco? Descubra agora!
Fonte/Reprodução: Original

No entanto, a característica mais popular da pimenta, que faz com ela seja tão amada, é a sua ardência. A pimenta possui uma substância chamada capsaicina que provoca uma reação de dor nas papilas gustativas e essa reação de dor é a ardência da pimenta. Por essa razão, a picância não é considerada um sabor propriamente dito, mas sim uma reação de dor.

Por que consumir alimentos afrodisíacos?

A palavra remete a Afrodite, a deusa grega do amor, sexo e também da beleza. Dessa forma, é possível compreender que afrodisíaco classifica tudo aquilo que é, de alguma forma, um estimulante sexual. 

A principal vantagem de consumir alimentos afrodisíacos é um aumento da potência e do vigor sexual. Além disso, muitos dos alimentos afrodisíacos também são estimulantes, o que proporciona um maior vigor físico também.

A pimenta é um afrodisíaco?

Sim, a pimenta é afrodisíaco – e um dos mais potentes. A capsaicina, substância que como mencionamos anteriormente é responsável pelo ardor da pimenta, é também um poderoso estimulante e termogênico, o que confere mais vigor e energia na hora H.

Pimenta é afrodisíaco? Descubra agora!
Fonte/Reprodução: Original

É preciso, porém, ter cuidado. Pimenta é afrodisíaco, mas se consumida demais (ou pimentas muito fortes), o ardor excessivo pode acabar por cortar completamente o clima para algo a mais. 

Além disso, por mais que saibamos que pimenta é afrodisíaco, é preciso ter em mente que o conceito de “afrodisíaco” é um conceito popular, e que não há nenhum alimento que por si só crie desejo sexual. A pimenta é capaz de ajudar na hora H, mas você também precisa criar um clima propício para isso antes. 

Efeitos afrodisíacos da pimenta

Agora que não restam dúvidas de que a pimenta é afrodisíaco, podemos analisar com mais atenção os efeitos afrodisíacos da pimenta de maneira propriamente dita e por que eles ocorrem. 

Como mencionado anteriormente, o principal componente da pimenta, a capsaicina, é um poderoso estimulante que aumenta o vigor e o desejo sexual. Além disso, a capsaicina também faz com que endorfina seja liberada. Endorfina é o hormônio responsável pela felicidade e pelo bem-estar, o que torna o parceiro mais inclinado para ter relações com você. 

Além das propriedades e dos efeitos da pimenta no organismo, a pimenta é afrodisíaco também pela própria sensação que ela transmite. O seu ardor evoca o clima, o momento da relação sexual e por isso ela é tão utilizada para esse fim.

Agora que você tem a confirmação de que a pimenta é afrodisíaco, não perca tempo. Chame seu parceiro, prepare um jantar especial, tempere com uma boa pimenta e aproveite a maravilhosa noite que você terá!


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *