Prende o Intestino
Site para aqueles que possuem problemas de prisão de ventre e diarréia

Peixe é remoso e causa inflamação? Confira a lista das espécies de peixes remosos!

Peixe assado. Fonte/Reprodução: original.
5

Sempre presente à mesa em diferentes modos e receitas, o peixe é sobretudo um alimento rico em nutrientes e um auxiliar na prevenção de algumas doenças, mas, nem todo peixe é indicado para consumo, nesse caso falamos que o peixe é remoso.

Confira quais peixes você não deve comer e os motivos que levam um peixe ser considerado remoso

O peixe é remoso ou não?

Para responder essa pergunta, vamos primeiro o que é um alimento remoso, esse termo é atribuído a alimentos ricos em gordura trans, proteína ou gordura animal, características que prejudicam o organismo e facilitam o processo inflamatório, muitas vezes na pele.

O peixe é remoso ou não?
Peixe é remoso. Fonte/Reprodução: original.

Disseminado entre as pessoas, o alimento remoso é aquele que precisa ser evitado em alguns momentos como no processo de uma cirurgia ou de uma tatuagem, seja nos períodos antes ou depois. Desse modo, chegamos à questão de que algumas espécies de peixes são sim consideradas remosas, porque  sua ingestão pode gerar inflamação em pessoas com feridas na pele.

No entanto, um peixe é remoso também por causa do seu modelo criatório inadequado ou modo de preparo, que é o caso da fritura. No modelo criatório, o peixe acaba ficando estressado comprometendo a sua saúde, e existem casos onde o peixe é remoso porque fatores como transporte, contaminação do habitat, manuseio o tornou um peixe com sérios problemas, o deixando impróprio para consumo.

Características e hábitos alimentares de peixes remosos

Para saber se o peixe é remoso basta observar se ele possui escamas pequenas ou ausência delas, que é o caso do peixe bagre da espécie de peixes de couro. Outro ponto que deve ser observado é se possuem aparência estranha, comportamento agressivo ou cheiro forte, que são características passíveis que acabam enquadrando alguns peixes na lista de remosos.

Além disso, os hábitos alimentares dos peixes também podem enquadrá-los na lista de remoso, o caso dos peixes do tipo detritívoro e oliófagos, pois esses são tipos de peixes que procuram alimentos no fundo dos lagos, pântanos e rios.

Em geral, fezes de outros peixes, larvas de insetos, ovos de animais invertebrados, detritos orgânicos, plantas ou animais mortos, logo a dieta desses animais são compostas de fungos e bactérias, sendo passíveis de receber e logo transmitir micro-organismos se forem consumidos.

Related Posts
1 De 66

Quais peixes são remoso?

Entre a lista de peixes remosos impróprios para consumo estão o peixe Bagre, Pintado, Linguado, Surubim, Jundiá, Mandi, Anjo, Arraia, Mandubé, Pacamão, Piranha, Filhote, Peixe-serra, Cação, Piraíba, Caçonete, Moréia, Peixe espada, Viola, Curimbatá e por fim o Tubarão.

Quais os peixes adequados para alimentação?

Já na lista dos peixes adequados para o consumo humano, estão aqueles bem já conhecidos para quem gosta de um peixe à mesa, são eles: Corvina, Manjuba, Aracu, Pescado, Mero, Merluza, Namorado, Pacu, Dourado, Robalo, Salmonete, Tainha, Cará, Sardinha, Salmão, Tilápia e o Lambari.

Como ocorre a alergia alimentar a alguns tipos de peixes?

A alergia alimentar pode ocorrer caso a pessoa já possua uma predisposição genética, ou seja, isso não tem a ver se o peixe é remoso ou não, essa quadro pode ocasionar sintomas como coceira, erupções na pele, tontura, náuseas, vômito, dor abdominal entre outros sintomas.

Também pode ocorrer casos, onde a pessoa tenha criado a intolerância alimentar relacionado a problemas digestivos, observado em sintomas como vômito, diarreia, azia, entre outros sintomas.

Há peixes que auxiliam na cicatrização?

Sim, existem tipos de peixes com essas características, como o salmão, a cavala, o atum e a sardinha, porque são peixes ricos em substâncias como ômega 3, que ajudam a combater a inflamação.

Com isso, podemos dizer que existem peixes que podem entrar na dieta das pessoas que procuram melhorar a cicatrização e o desenvolvimento de uma nova pele, pois eles são fontes de proteínas e nutrientes que estão diretamente relacionados às fases do processo de cicatrização.

Como sabemos o peixe, sobretudo, é um alimento super saudável, excelente fonte de vitaminas, gorduras boas e minerais, também são fontes de propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. O peixe proporciona diversos benefícios para a saúde, pois fortalece o sistema imunológico, melhora a memória e traz prevenção a doenças cardiovasculares.

Mostrar comentários (5)