O Milho Solta Ou Prende O Intestino (1)

O milho solta ou prende o intestino?

O milho ajuda bastante a soltar o intestino, com o auxílio de suas fibras para a construção das fezes, este alimento consegue melhorar o trânsito intestinal. Além de também lubrificar os resíduos promovendo para uma fácil eliminação livre de complicações.

O milho é um alimento muito versátil, utilizado de diversas formas na culinária do Brasil, como em pães, bolos, farinhas, doces, sorvetes, tortas entre outros pratos. Ele também pode ser usado em sua forma normal podendo ser consumido cozido, assado e ademais maneiras.

O que é milho?

São grãos que ficam enfileirados em espigas podendo chegar a aproximadamente 400 grãos por espiga. Diferente da grande parte dos cereais, o milho possui uma casca que é bastante aproveitável, já que esta contém uma vasta riqueza em fibras, uma abundância de carboidratos, potássio, ferro, zinco, fósforo, vitaminas E e B1.

O Milho Solta Ou Prende O Intestino (2)
Fonte/Reprodução: original

Existem cerca de 150 espécies de milho que são distintas pelos formatos e tamanhos, mas, mesmo com estas diferenças, é comprovado que todas as espécies servem para a alimentação. Os grãos são aproveitados do mesmo modo na medicina para a fabricação de xaropes, álcool e na criação de rações para animais.

Quais os benefícios do milho para o organismo?

Além de ser uma fonte de energia, o milho contém muitos outros benefícios para o organismo por ser rico em proteínas. Pensando nisso, vamos apresentar para você algumas das vantagens que este cereal pode lhe proporcionar.

Eleva a imunidade, o milho apresenta substâncias que são oxidantes, responsáveis de proteger as células saudáveis do organismo contra possíveis malefícios e contribuindo na prevenção de doenças. O cereal também ajuda na regularização do intestino ao auxiliar na passagem e expulsão das fezes.

Melhora a visão, o milho contém zeaxantina e luteína que por terem ação antioxidantes e conseguir proteger a retina, evitam a cegueira e os danos causados pela luz. Melhora também o humor, pois este alimento promove a diminuição da tensão muscular e do estresse, proporcionando assim, um bem-estar.

O milho possui um baixo índice glicêmico, por esta razão libera a glicose lentamente evitando altas quantidades de açúcar no sangue. Outro benefício é que o cereal reduz a quantidade de colesterol ruim e evita sua entrada na corrente sanguínea e trajeto para outras partes do organismo, além de ser eliminado nas fezes.

Qual o efeito do milho no intestino?

Para aqueles que não possuem alergia ou algum tipo de intolerância ao milho, e claro, para os que consomem com moderação, o alimento tente a ter efeitos positivos, ao melhorar o humor, a visão, ajudar digestão e na eliminação dos resíduos, auxiliar no controle do açúcar e realizar a prevenção de doenças futuras.

Para quem não é indicado o milho?

O milho não é indicado para as pessoas que já consomem muito milho, pois, ao consumir em grande escala pode gerar obstáculos na absorção de sais minerais, e também não é aconselhável para os alérgicos a este alimento, por  causar inchaços, gases, problemas na digestão, diarreia e ademais incômodos.

O milho é rico em fibras, um aliado forte na hora da digestão, mas é importante ser consumido com sabedoria para evitar problemas de saúde.


Comments

3 respostas para “O milho solta ou prende o intestino?”

  1. […] O tradicional é feito através da moagem do grão de milho e oferece uma espessura não tão fina, considerada média. Já o fubá mimoso oferece uma farinha bastante fina e é ideal para fazer receitas de polentas e bolos. Por último, temos a semolina que consiste em uma farinha bastante grossa, mas também feita através do milho.  […]

  2. […] que o milho verde é um alimento responsável por nos fornecer saciedade, entregar vitaminas e minerais ao nosso corpo e nos […]

  3. Tem um errinho no Tópico:
    “Qual o efeito do milho no intestino?”

    “para os que consomem com moderação, o alimento ‘TENTE’ a ter efeitos positivos, ao melhorar”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *