Caranguejo é remoso Confira!

Caranguejo é remoso? Confira!

O caranguejo é um alimento querido por muitos indivíduos por seu sabor suave e adocicado. As pessoas costumam consumir a iguaria junto com um arroz branco e o famoso pirão, feito com o caldo do seu preparo.

Na praia, por exemplo, é o momento perfeito para comer aquele caranguejo delicioso do restaurante na beira do mar ou daquela barraquinha. Mas quando estamos em processo de recuperação de uma cirurgia, tatuagem ou após colocar um piercing, é comum nos preocuparmos com quais alimentos são remosos.

Os alimentos remosos são os que devem ser evitados durante processos de cicatrização. Por isso, é importante saber quais são eles e também entender os principais motivos deles precisarem ser evitados.

Neste conteúdo você vai ver se o caranguejo é um alimento remoso, o que é, quais os benefícios de consumir e muito mais. Continue conosco para conferir!

O que é o Caranguejo?

É um crustáceo que vem da mesma família do siri, que também serve de alimento e muitas pessoas amam comer. Da mesma maneira que os camarões, o caranguejo também representa um grupo de artrópodes, ou seja, animais invertebrados, com exoesqueleto rígido.

O que é o Caranguejo
Caranguejo é remoso. Fonte/Reprodução: original

O caranguejo está presente na culinária e, assim como a maioria dos alimentos, no Brasil cada região conta com uma maneira diferente de preparar. Nesse caso, o modo de preparo é adaptado de acordo com a preferência local.

Caranguejo é remoso?

O caranguejo é um alimento remoso. Ele se encaixa na categoria de comida remosa ou “alimento carregado”, como é conhecido popularmente, por possuir um alto volume de gordura animal. Assim como a carne de pato, camarão, ovos, moluscos e também a carne de porco, além dos alimentos conhecidos como embutidos.

Durante o processo de cicatrização de cortes, feridas, entre outros, é importante evitar alimentos remosos para não agravar a inflamação, que pode ficar mais séria no organismo ou na pele.

Como o caranguejo é preparado?

Seu preparo vai depender da região em que se encontra. Em alguns locais, por exemplo, ele é cozido na água e sal, apenas. Na Bahia, as pessoas costumam adicionar o bom e velho azeite de dendê, que está presente em alimentos como a moqueca e que também é utilizado para fazer farofas e fritar o famoso acarajé, comida típica local.

Os frutos do mar, são alimentos que são facilmente contaminados por metais pesados e por microrganismos. Em vista disso, é importante consumi-los muito bem cozidos, fritos ou bem passados. Pois, caso seja ingerido cru ou mal passado, pode levar a uma grave intoxicação.

Como o caranguejo é preparado
Caranguejo é remoso. Fonte/Reprodução: original

Esses alimentos precisam ser armazenados em baixa temperatura para não serem contaminados. O recomendado é que ele fique em uma temperatura de -28°C para continuar fresco.

Descongelar os frutos do mar na água ou em temperatura ambiente, não é nada recomendado. Por isso, o normal é que o caranguejo seja vendido vivo para serem abatidos na hora do cozimento.

Ao fazer a compra de um caranguejo ou outro crustáceo, o ideal é verificar se ele está fresco, caso apresente um cheiro forte, não compre! Outra coisa importante é verificar se o crustáceo está viscoso ou se suas partes conseguem se soltar com facilidade.

Quais os benefícios de comer caranguejo?

Assim como os peixes, o caranguejo é um alimento rico em Ômega 3. Além disso, a carne dele também conta com ácidos graxos e selênio. Esses nutrientes conseguem fortalecer o sistema imunológico.

A carne do caranguejo também tem Vitamina B12 e zinco. O alimento conta com diversos benefícios para quem o consome, desde que fora de processos inflamatórios ou pós-operatórios!


Comments

Uma resposta para “Caranguejo é remoso? Confira!”

  1. […] lagosta e outros frutos-do-mar são alimentos nutritivos que oferecem uma variedade de benefícios para a saúde, porém, ainda existe a dúvida se lagosta é […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *